A SAÚDE DOS HOLANDESES: Um balanço da participação holandesa na Hospitalar Feira e Forum 2017

Em uma semana onde a cidade de São Paulo proporcionou a seus visitantes bruscas variações de temperatura, os 50 holandeses que desembarcaram aqui em missão de negócios demonstraram muita saúde  - especialmente para reforçar ou fechar parcerias com os brasileiros!

Health Holland

“Desejamos co-criar com o Brasil, pelo benefício do paciente”, enfatizou Bas van den Dungen, Vice-Ministro de Saúde do Ministério de Saúde, Bem-Estar e Esporte da Holanda, que se apresentou ao lado de outros líderes do setor na cerimônia de abertura da feira Hospitalar 2017 (16/5). “Vim ao Brasil com um propósito específico: reunir líderes talentosos da Holanda e do Brasil para desenvolver soluções para desafios que ambos os nossos países enfrentam, e que são na verdade questões globais que necessitam de atenção agora", completou o holandês.

Vice-ministro Bas van den Dungen na abertura da Hospitalar 2017

Vice-ministro Bas van den Dungen na abertura da Hospitalar 2017

Convidada por Dra. Waleska Santos, fundadora e presidente da Hospitalar, para ser país-convidado do evento, a Holanda trouxe 26 organizações para seu pavilhão laranja de 154 m2. Universidades, empresas de tecnologia e fundações, entre outros, trouxeram suas experiências inovadoras para compartilhar com o Brasil. Além do design aberto e convidativo, o estande ofereceu ainda uma experiência de realidade virtual para que os visitantes fizessem uma rápida, porém inesquecível viagem à Holanda para conhecer algumas de suas inovações em meio a paisagens deslumbrantes.  

Visitante experimentando a realidade virtual

Visitante experimentando a realidade virtual

Estande Holandês

Estande holandês

Dra. Waleska visitou a Holanda em junho de 2016, a convite da equipe de inovação do consulado holandês. A partir do que viu no País, sentiu a necessidade de trazer a experiência holandesa em saúde para o Brasil. “Já estive na Holanda a turismo, mas foi apenas durante uma semana de trabalho, com outros colegas do setor de saúde, que tive contato real com as pessoas e as instituições por cinco dias, 24 horas por dia e me apaixonei. Fiquei impressionada com a transformação que realizaram na saúde em poucos anos. Gostaria de compartilhar com os brasileiros toda a experiência holandesa de bem-estar, de cuidados especiais com idosos, de mudar a forma como cuidam de seres humanos.  (assista à entrevista que Dra. Waleska deu a Peter Post, Diretor da Task Force Health Care)

Peter Post, diretor da TFHC, entrevista Dra. Waleska Santos

Peter Post, diretor da TFHC, entrevista Dra. Waleska Santos

Como parte da programação da Hospitalar, nada menos que 14 palestrantes holandeses fizeram apresentações nos congressos CISS (Congresso Internacional de Serviços de Saúde) e HiMSS (Fórum Internacional de Digital Healthcare). Que tal um pequeno robô que ajuda idosos e seus familiares na rotina? Como hospitais podem fazer uso de dados para se tornar muito mais eficientes, seguros e reduzir custos? De que forma a Internet das Coisas contribui com um ambiente assistido? Esses foram alguns dos temas que lotaram as salas de conferência. (link para programa de palestras)

Robert Pauwee palestra sobre a criação da Robô Tessa

Robert Pauwee palestra sobre a criação da Robô Tessa

Negócios fechados!

Entre os muitos resultados positivos, a Spectator Video Tecnology ampliou sua presença no Brasil, fechando acordo com a Avantia para trazer para cá um aplicativo que insere os idosos na vida moderna, conectando-os facilmente com médicos, enfermeiros e familiares. (leia mais no site da Embaixada da Holanda)

Bas van den Dungen (Ministério de Saúde, Bem-Estar e Esporte), Frans Hermes (Spectator), Len de Jong (Task Force Health Care) e Sílvio Aragão (Avantia)

Bas van den Dungen (Ministério de Saúde, Bem-Estar e Esporte), Frans Hermes (Spectator), Len de Jong (Task Force Health Care) e Sílvio Aragão (Avantia)

A holandesa Task Force Health Care (TFHC), plataforma público-privada que estimula a cooperação entre organizações do setor de saúde na Holanda, e a ABIMO, Associação Brasileira de Artigos e Equipamentos Médicos também deram início à uma cooperação na Hospitalar. Trata-se de uma carta de intenções que incentiva a formação de parcerias entre Holanda e Brasil no campo das ciências da vida e da saúde, e abre oportunidades de negócios no segmento da saúde de ambos os países.

A assinatura da parceria ocorreu em cerimônia realizada no pavilhão Health~Holland com a participação do presidente da TFHC, Len de Jong, e o presidente da ABIMO, Franco Pallamolla. Outros convidados participaram do momento, como o diretor da ABIMO, Paulo Fraccaro, e o Diretor adjunto do Comsaúde (Comitê de Saúde e Biotecnologia) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP, Eduardo Giacomazzi. O vice-ministro de saúde do Ministério da Saúde, Bem-Estar e Esporte da Holanda, Bas van den Dungen, e o cônsul de Inovação, Tecnologia e Ciência da Holanda em São Paulo, Nico Schiettekatte, além de funcionários do Ministério de Saúde holandês também estiveram presentes.

 

Saudáveis e ativos, da infância à longevidade

Mentor e facilitador do intenso programa de colaboração entre Holanda e Brasil na área da saúde,  que culminou com a missão holandesa ao País, Nico Schiettekatte, Cônsul da Holanda para Inovação, Tecnologia e Ciência é entusiasta do tema envelhecimento saudável. Por essa razão, fez questão de cumprimentar uma das personalidades mais célebres na área de longevidade no Brasil, o professor Yukio Moriguchi. Durante um jantar oferecido pela Hospitalar, Moriguchi recebeu da entidade o Prêmio Personalidade do Ano. “Eu me sinto honrado em poder conhecer pessoalmente o professor Yukio Moriguchi, por ser uma referência no assunto Longevidade, tema que para nós, na Holanda, está enraizado em nossa cultura e é parte fundamental dos projetos que desenvolvemos em saúde”, comenta o cônsul. “Cuidamos e estimulamos as pessoas a pensar em saúde o tempo todo, desde a idade mais tenra, pois é na infância que plantamos as sementes do envelhecimento saudável", destaca o cônsul. 

Schiettekatte e Dr. Yukio Moriguchi em encontro que premiou o médico

Schiettekatte e Dr. Yukio Moriguchi em encontro que premiou o médico

As crianças holandesas foram consideradas as mais felizes do mundo pela Unicef

As crianças holandesas foram consideradas as mais felizes do mundo pela Unicef. http://www.telegraph.co.uk/women/family/raise-worlds-happiest-children-time-went-dutch/

Como parte dos compromissos no Brasil, o vice-ministro Bas van den Dungen foi também palestrante, na quarta-feira, 17, na Fundação Fernando Henrique Cardoso (FHC), na capital. Com o tema “Políticas públicas para o Envelhecimento Saudável: o que o Brasil pode aprender com a Holanda”, ele detalhou alguns projetos que fazem do país uma referência em healthcare na Europa. “Na Holanda, trabalhamos basicamente com três pilares: qualidade, solidariedade e acessibilidade. Idade é apenas um número e pessoas são muito mais que isso. Por isso, boa saúde influencia uma vida com qualidade”, ressaltou. O médico, gerontólogo e presidente do Centro Internacional de Longevidade do Brasil, Alexandre Kalache, também foi palestrante e destacou projetos holandeses que, segundo ele, devem ser seguidos pelo Brasil, especialmente no que diz respeito à prevenção. (veja cobertura da BandNews)

Palestrantes na Fundação Fernando Henrique Cardoso

Palestrantes na Fundação Fernando Henrique Cardoso

Colaboração contínua com DNA inovador

– Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo -, e pela NWO - The Netherlands Organisation for Scientific Research. Assinado em novembro de 2012, o Acordo FAPESP-NWO para cooperação científica e tecnológica já selecionou 21 projetos de pesquisa colaborativa em quatro Chamadas de Propostas, desenvolvidos entre cientistas dos dois países desde 2013, sobre Economia de base biológica, Desenvolvimento urbano sustentável, Instrumentação avançada para Astronomia e Esporte e Vida Saudável. A quinta Chamada do acordo, lançada em maio de 2017, irá selecionar projetos submetidos até 15 de junho sobre tópicos relacionados à Economia de base biológica.

O principal objetivo do workshop realizado na Hospitalar (18/5) foi fortalecer a colaboração científica em áreas de interesse de ambas as partes, dentro do tema Envelhecimento Saudável, focando em mecanismos de envelhecimento, big data e aplicações .

“É muito interessante estar em São Paulo e ver essa colaboração. Ao olhar para esse programa entre FAPESP e NWO, percebo que  ‘estamos na mesma página’, e que novas possibilidades de colaboração são necessárias”, comentou o vice-ministro de saúde holandês , Bas van den Dungen. Para o professor e pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), Carlos Eduardo Negrão, enormes avanços em ciência e tecnologia marcam a última década, mas eles não necessariamente representam uma melhora na qualidade de vida. “Muitas pesquisas de ciência básica à aplicada e clínica têm sido conduzidas, mas ainda há muito mais a ser feito para ampliar o conhecimento do envelhecimento saudável, e este workshop é uma oportunidade de promover discussões multidisciplinares nesse campo”, alertou. (leia mais)

No âmbito da cooperação entre governos, o destaque foi para a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, que recebeu visita da delegação holandesa liderada pelo Vice-Ministro Bas van den Dungen. Além dessa visita coletiva o Vice-Ministro teve um encontro bilateral com Francisco Figueiredo, Secretário de Atenção à Saúde do Ministério de Saúde e o Wilson Pollara, Secretário Municipal de Saúde de São Paulo

Após cumprir uma agenda intensa de eventos e encontros com líderes brasileiros no setor de ciências da vida e inovação, Van den Dungen deixou o Brasil com o desejo de voltar, impressionado com a amplitude de possibilidades de trabalho conjunto entre os países.

Representantes da Abimo e da delegação holandesa no estande Health~Holland.

Representantes da Abimo e da delegação holandesa no estande Health~Holland.

Os 100+ Influentes da Saúde

A convite do Grupo Mídia, o Cônsul da Holanda para Inovação, Tecnologia e Ciência, Nico Schiettekatte subiu ao palco da chamada “noite do Oscar da saúde” para entregar 50 de 100 prêmios para as personalidades mais influentes do setor brasileiro.  Entre os premiados estavam José Cláudio Terra, Diretor de Inovação do Hospital Israelita Albert Einstein na categoria Inovação.

Schiettekatte entrega premio a Cláudio Terra

Schiettekatte entrega premio a Cláudio Terra

Hospitais brasileiros

Além de participar de diversos eventos, expor e palestrar na Hospitalar, a missão holandesa também aprendeu mais sobre a impressionante infraestrutura médico-hospitalar na cidade de São Paulo, referência para a América Latina.

Renomados por terem a Inovação em seu DNA, os holandeses tiveram a oportunidade de conversar sobre o assunto com médicos e professores do Núcleo de Inovação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – HCFMUSP. Além de Inovação e Pesquisa, outro elemento foi somado à discussão: Startups! O objetivo do encontro (19/5), foi fortalecer iniciativas de desenvolvimento conjunto nesses três quesitos e foi também um desdobramento de visita feita pelo HCFMUSP à Holanda em 2016. Len de Jong, presidente da plataforma pública-privada Task Force Health Care (TFHC), foi responsável pela abertura e mediação do encontro, que contou ainda com participação de médicos e professores da instituição HCFMUSP, como Dr. Flávio Grynszpan.

Delegação holandesa e membros do HCFMUSP reunidos em encontro na Hospitalar

Delegação holandesa e membros do HCFMUSP reunidos em encontro na Hospitalar

Participantes de encontro no Hospital Israelita Albert Einstein

Participantes de encontro no Hospital Israelita Albert Einstein

O programa de visita holandês no Brasil se encerrou no sábado (20/5), com uma visita ao Hospital Israelita Albert Einstein, onde o grupo foi recebido pelos Diretores Dr. Luiz Vicente Rizzo (Pesquisa), Dr. Cláudio Terra (Inovação) e Dr. Alexandre Holthausen (Ensino).

No time de estrelas da “laranja mecânica” estava Eloy van Hal, fundador de Hogeweyk, a famosa Vila da Demência. Localizada a 11 km de Amsterdam, esse residencial em forma de vilarejo revolucionou o conceito de instituição para idosos ao acolher e cuidar, com muita naturalidade, de pessoas em estágio avançado de demência. Em um ambiente de cidade do interior, os moradores têm liberdade de circular e participar de atividades como se não estivessem sendo monitorados e cercados por profissionais de saúde. Trata-se de proporcionar aos idosos e àqueles que necessitam de assistência uma vida digna e de qualidade. O lema alí é “normalidade”.

(Leia sobre esse e outros exemplos na matéria da Veja.com)

“O conceito de saúde na Holanda está intimamente ligado ao aspecto social e à dignidade”, explica o cônsul holandês Nico Schiettekatte. “Entendemos que ter saúde significa funcionar e participar da sociedade. Por essa razão, queremos desenvolver parcerias na cadeia de valor toda: educação, pesquisa e desenvolvimento, inovação e investimentos, contando com o envolvimento não só do governo, mas também de empresas, institutos de ensino e de pesquisa (aplicada) e de fundações e organizações não-governamentais”, conclui Schiettekatte, após uma semana de celebração das relações entre Holanda e Brasil.

Da esquerda para direita: Peter Post (Task Force Health Care), Waleska Santos (Hospitalar), Bas van den Dungen (Ministério de Saúde, Bem-Estar e Esporte da Holanda), Len de Jong (Task Force Health Care), Nico Schiettekatte (Consulado da Holanda) e Ana Jussara (Hospitalar)

Da esquerda para direita: Peter Post (Task Force Health Care), Waleska Santos (Hospitalar), Bas van den Dungen (Ministério de Saúde, Bem-Estar e Esporte da Holanda), Len de Jong (Task Force Health Care), Nico Schiettekatte (Consulado da Holanda) e Ana Jussara (Hospitalar)

QR-code

QR-code

Assista à animação e saiba porque a Holanda é sucesso em saúde!

Para ler esta notícia em inglês, clique aqui!